Madeira – Jardins do Infante

Parece um cliché, mas era um que nunca tinha feito. A passagem de ano na Madeira.

Devo dizer que já não ia ao “arquipélago irmão” há mais de oito anos, e se a nossa evolução é espectacular a deles não a é menos.

Bem pelo contrário.

Vamos mas é ao que interessa.

Primeira noite no Funchal e encontrar um restaurante a “jeito” tornava-se difícil.

Foi altura de começarmos todos a perguntar aos nossos “contactos” por sugestões e já cheios de fome fomos parar ao

Armazém do Sal, junto á sé.

A coisa tinha bom aspecto, não tinhamos reserva e tinhamos que esperar pelo menos meia hora. Acedemos.

Pouco depois nova informação do muito atencioso chefe de sala, que a espera se iria prolongar pelo menos por uma hora. Ok.. fica para uma próxima. O que nos recomenda?

atenção meus amigos pois cada recomendação deste jovem foi sempre “em cheio”

“É pra picanha”

“Casa do Vizinho” junto ao casino

e Restaurante no forte.

Destes fomos logo de seguida ao prá picanha que  já o tinhamos visto..  não estava cheio.. mas a cozinha encerrou á 10 minutos atrás(22:30).  Ora toma, que isso de turismo, tem muito que se lhe diga.

Fomos mais á frente ao Restaurante do Jardim….. em frente ao hotel savoy. Ainda me lembrava de há 8 anos atrás ter provado a melhor espetada que até hoje me foi dada a conhecer. Sem medos lá entramos. O acolhimento não poderia ser mais caloroso, e muito simpaticamente fomos encaminhados para uma sala reservada. Aliás o restaurante fica instalado numa casa de habitação apalaçada pelo que a sala de refeições são duas salas e as sobremesas estão dispostas no corredor (hall ) de entrada. A sério! mas tudo com muito estilo (clássico).

Optei pela espetada regional mas cedo me arrependi – devia ter pedido a do lombo. Sugestão :sempre que estiver disponivel optem pelo lombo já que normalmente são apenas mais dois euros e corre sempre melhor.

A espetada vem em pau de louro, carne do acém – como deve ser – saborosa, mas a minha parecia que tinha sido grelhada em grelha por onde tinha andado peixe. Azar imperdoável ou quase, já que mais ninguém notou nada de anormal nas espetadas por isso…

O milho frito que mais não são do que quadrados de papa de farinha de milho e ervas, fritos, estavam bem confecionados. Para quem gosta estava optimo. O bolo do caco á entrada ,também estava muito saboroso.

As sobremesas eram fartas e até já nem havia espaço para uma sobremesa inteira.

Provou-se também um arroz de tamboril que estava muito bom. Acompanhou um tinto do douro que esteve sempre bem.

custo médio 30€ já com bebida.

Serviço lento

Recomendo.

One thought on “Madeira – Jardins do Infante

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s