O +Lapas pelos seus leitores – Jantar com chá

Lembram-se do jantar do chá que tão bem ouvimos falar, realizado no Hotel S. Pedro?

Pois bem, aqui fica a crónica do Bruno Raposo, que gentilmente acedeu ao meu desafio.

Lendo-o, o apetite abre-se logo, e compartilhamos a sua ultima frase em pleno:

Ao escrever este texto, dois meses após o jantar, consigo lembrar-me dos pratos apresentados, o seu sabor e o seu aspecto. Sinal de que as refeições que ficam na memória são as melhores. Comecemos!
A utilização do chá na doçaria micaelense é, desde há muito conhecida (quem não conhece o famoso pudim de chá?), mas desta vez o desafio era outro:
criar um jantar totalmente baseado na utilização do chá como ingrediente.
Com esta ideia em mente nasceu a “Colheita do Chá à Mesa”. Esta iniciativa resultou de uma parceria entre a Confraria do Chá do Porto Formoso e a Escola de Formação Turística e Hoteleira.
Sabendo apenas o que o leitor destas linhas sabe até agora, dirigimo-nos para o Hotel São Pedro.
No hall de entrada foi apresentada a exposição fotográfica sobre o chá do fotógrafo José António Rodrigues.
Depois, já à mesa, num ambiente deveras acolhedor decorado com motivos relacionados com a cultura do chá, a expectativa era grande pois grande foi o segredo em torno da ementa que seria apresentada.
Eis que começam as desfilar os formandos da escola com o Frei Gigante 2005 em temperatura correcta, a revelar a paisagem do Pico no aroma e uma acidez a lembrar os agitados dias de maresia. Acompanhou perfeitamente a Terrina do Mar Perfumada com Orange Pekoe. Muito bem confeccionada, leve, ligeiro toque a chá dado pelo molho de Orange Pekoe. Abriu bem as “hostilidades” e o apetite para o próximo prato, que me pareceu o melhor da noite: Paupiettes de Abrótea Aromatizados em Infusão de Broken Leaf. Filetes com fritura no ponto e peixe limpo, branco, acompanhamento de legumes vários e raros nos nossos restaurantes. Todos a comentarem que os filetes estavam óptimos e com um gosto diferente difícil de descrever. Presumo que tenha sido da infusão de Broken Leaf. Seguiu-se o Lombinho de Novilho Enriquecido com Duxelles de Pekoe. Uma bela peça de carne suculenta (daquelas que sabemos logo que só pode ser lombo) sobre uma espécie de pão da sertã contendo folhas de Pekoe.
Foi acompanhado pelo Castello D’Alba Colheita Seleccionada 2005 (T).
Importante referir que os pratos tinham uma apresentação muito trabalhada e com imaginação em alta. Os olhos comiam antes da comida chegar à boca!
Já com o estômago bem aconchegado chega o Quarteto de Chá. Quatro exemplares das coisas boas e doces que se podem fazer com o chá conviviam alegremente, dispostos no mesmo prato. Destaco uma delas, a bebível. Mistura de Bacardi, gelado de limão e chá levada ao frio até ficar um pouco solidificada e servida num copo em flute. Que bebida! Um prazer!
Seguiu-se a degustação do chá. Um lote de Orange Pekoe ponta dourada. O nome deve-se ao chá apresentar essa tonalidade nas suas folhas. Um sabor finíssimo.
A noite continuou com a apresentação, ao som de aplausos bem merecidos, da equipa de cozinha liderada pelo Chef Carlos Pereira.
Seguiram-se discursos e música popular urbana.
Quando é o próximo jantar destes?

2 thoughts on “O +Lapas pelos seus leitores – Jantar com chá

  1. O grande Bruno Raposo remete-nos para um cenário absolutamente fantástico. Fez-me ter vontade de ter estado lá e ser um dos felizardos.

    Durante a minha infância, fui habituado pela minha mãe a acompanhar as refeições diárias com chá preto – na altura Gorreana – e, nem sempre o resultado era o melhor.

    Crescendo e amadurecendo descobri que não era o único com este hábito e percebi que havia mais açorianos a fazerem o mesmo.

    Depois desta grande Vitória, da Escola de Hotelaria de Ponta Delgada, do seu Chef Carlos Pereira e sua equipa, pergunto se será fácil criar um menu de degustação para ser acompanhado pelos chás verde e preto – dos produzidos cá.

    A verdade é que comecei a salivar e isto só poderá ser bom sinal. Neste momento só interrogação: Terá sido do menu ou terá sido da brilhante e ilustrativo texto?

  2. O Restaurante do Hotel S. Pedro devia fazer uma selecçao dos melhores pratos deste jantar e inclui-los na sua ementa diária!

    Jean Carlos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s